24.12.14

Meia-noite

meia-noite. Candeias acesas no escuro da noite, ramos de alfazema no papel por escrever. Formas aladas em rodopio, asas de anjo e estrelas de papel. Poeira, poeira de sonhos nos dedos, vou de candeia acesa pelos labirintos da noite. Bom Natal!

2 comentários:

  1. Essa candeia vai lobrigar, com toda a certeza, o calor único da família...
    Feliz Natal, Andy!

    ResponderEliminar