10.8.14

Lua cheia



Dedico esta música à Lua e seus infinitos encantos e angústias. Dizem que move marés e emoções. Eu sinto-me bafejada pelas suas magias no bem e no mal. Ainda que pura imaginação não quero arriscar, acho-a verdadeiramente poderosa. Deixei a janela aberta e desejo essa luz branca no silêncio das paredes e no ar que respiro e que às vezes me falta. Poderia lhe dizer mil e uma palavras mas em vez disso aguardo segredos contados naquela solidão de um só céu. És simplesmente linda...

8.8.14

Transparência

gomos de laranja mesa perfumada,
a espera
e as memórias que tocam o cabelo,
fez-me lembrar as raparigas que ouviam música,
colhiam flores e cerejas
como brincos que lhes enfeitavam os sonhos...