30.7.13

RODRIGO LEÃO - Happiness (ao vivo no Fórum Lisboa-2004)

o piano toca...


fotografia de Andy 

...na luz do poema.

azul profundo

abro a gaveta à procura do papel dobrado
e afundo os dedos num azul profundo
inverto os sentidos
e mergulho no céu de estrelas
o mesmo que cantei ainda criança
leio o horizonte em chamas
e soletro o rio
na transparência do sentir
onde a pele se toca
nervuras de folha em flor por abrir

16.7.13

vento

Enquanto seguia o caminho de todos os dias, o mesmo regresso, o mesmo tempo, as mesmas nuvens e a mesma estrada... pensava em como já senti esse momento de tantas formas diferentes. Serei sempre eu, diferente a cada passagem... e tantas vezes as ruas já me conhecem e eu desconheço de que matéria vivo e que emoções me sustentam. Poderia chamar-me vento, brisa, tempestade, e assim talvez, ser voz em vez de silêncios, ser olhar sem desvendar medos. E enquanto a noite cabe dentro da noite, os livros fecham-se e as palavras ardem sob um candeeiro quente.

4.7.13

refugio

Na varanda de uma rua onde as árvores se soltam leves na noite, uma tempestade a murmurar no peito e em todas as coisas... a música cresce como afagos que acariciam a pele, o bater do piano e cada melodia desprendem-se como pássaros nocturnos que não encontram primavera onde morar...