25.1.13

o piano toca baixinho, não sei se chove lá fora, hoje os candeeiros nada me dizem e tudo é frio. quero fechar os olhos e adormecer mas antes ainda sentir uma ponta de sorriso crescer nos lábios, fosse o céu estrelado e a lua alta... tenho o corpo enrodilhado em pensamentos, fiz disso todo o meu dia.

4 comentários:



  1. E quantas noites se fazem disso também. E não sabemos como viver a vida de outra maneira...

    Um xi coração apertadinho ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tão verdade, querida amiga!
      e não sabemos ser de outra forma...

      abracinho! :-)

      Eliminar
  2. os mundos que agitam por dentro e por fora, enquanto nos fazemos cachorro a tentar morder a cauda. chove lá fora, sim. e as noites estendem-se ao longo da insónia.

    beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e hoje continua a chover para além do que a pele consegue suportar, e não há ponta de sol que quebre este círculo...

      beijinho, querido amigo!

      Eliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...