25.11.12

insónias

a chuva cai incessante e faz-me doer todos os movimentos,
não há pior que um céu em pleno desgosto.
daqui a umas horas, poucas horas, vou trabalhar.
deixarei o cansaço no labirinto dos lençois e as horas que ficaram por dormir.
procurarei na chuva, um pequeno rio de coragem que me leve ao destino (impossível).

4 comentários:

  1. Andy,
    A remar contra a maré nos tecemos...

    Beijinho sem chuva

    ResponderEliminar
  2. todas as nossas possibilidades no trilho da coragem, mesmo que daqui a umas horas os ponteiros anunciem o que já não regressa.

    beijinho!

    ResponderEliminar
  3. Andy,

    a força que investimos na luta
    é a nascente
    desse rio
    inventado por um caudal de palavras
    tão cristalinas!

    Bom Domingo
    Grande beijinho

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...