1.10.12

dias de outono

o outono chegou demasiado rápido e julgava-me preparada para tal mas enganei-me. E se agradeço as estações e este relógio da natureza que me faz a cada compasso deslumbrar-me com as diferentes cores do horizonte, das árvores e de tudo o que nos fica para além do olhar. Mas desta vez nem o corpo se adapta, nem nada me acorda desta falta de graça... os dias passam e há uma pequena dormência do que sinto e vejo, como uma cortina que amortece as emoções. Nem pintura abstracta ou versos nada me sustenta ou quebra este silêncio.

4 comentários:

  1. É complicado mesmo, o organismo leva imenso tempo a adaptar-se ás mudanças bruscas.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bem verdade, Lilá(s), e desta vez como nunca...!

      um grande beijinho

      Eliminar

  2. Sabes, há um outono que se instala por dentro, uma espécie de sintonia que nos cala e onde as palavras nunca são o que queremos, nem dizem o que sentimos, apenas nos pedem que as oiçamos em silêncio.

    Um beijinho, minha querida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. as tempestades de silêncio...

      beijinho, querida amiga!

      Eliminar