10.2.12

.

fotografia de Martin Stranka
.
Eu não entendo bem, mas é comigo
que fala aquela fonte;

Gastão Cruz

6 comentários:

  1. As fontes falam sempre connosco e quando lhes pomos a mão... vestem-nos de frescura!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ..."vestem-nos de frescura"
      que bonito, mfc!
      beijinho

      Eliminar
  2. ainda sexta-feira o estive a ler, nalguns passos dispersos pela fnac. a ele e a tolentino de mendonça, dois dos maiores da nossa contemporaneidade.

    beijinho, querida amiga!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hei-de procurar mais ainda!

      beijinho grande,
      querido amigo!

      Eliminar
  3. olá, Andy,
    é a água canta quando da fonte bebemos ou com a sua água brincamos. depois depende do ouvido e da alma chegar ao entendimento.
    volto devagarinho.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  4. olá Em@!
    e se água for vida, há tantas mensagens que dela poderemos tirar...

    aqui te esperamos :-)
    beijinhos!

    ResponderEliminar