26.11.11

palavras ao céu


fotografia - Alfredo Laureano


a cada sopro vazio, há um tanto de palavras em papel de sonhos deixados ao céu, ao céu...
há um tanto de palavras recortadas com a mesma voz cristalina com que a água enfeitiça os rios, e me enlevo e me embalo
a cada sonho colorido,
asas de fogo plumas cor da pele...

8 comentários:

  1. Obrigada Miguel! :-)
    Um grande beijinho,
    resto de bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  2. sinestésico e sensível, como a alma de formas e tons mil. absolutamente.
    beijo, amiga!

    ResponderEliminar
  3. E no céu, no céu de todas as cores e de todos os sonhos, as palavras. Pássaros livres que nos sustentam o voo.

    Lindíssimo, amiga!

    Beijo

    ResponderEliminar
  4. São estes os sorrisos que gosto de ler quando cá venho!

    ResponderEliminar
  5. Jorge,
    de facto nada é tão luminoso, quanto a alma! :-)

    beijinho grande, amigo!

    ResponderEliminar
  6. Maria João,
    "E no céu, no céu de todas as cores e de todos os sonhos, as palavras. Pássaros livres que nos sustentam o voo."
    ...tão lindo, amiga!
    beijinho

    ResponderEliminar
  7. mfc,
    um sorriso pelas tuas palavras :-)
    beijinhos!

    ResponderEliminar