15.8.11

o corpo tem mais cotovelos

“O corpo tem mais cotovelos” é a exposição que tem lugar na Casa das Histórias Paula Rego em Cascais, até 31 de Dezembro de 2011.
Diz-se que o título da exposição surgiu de uma conversa informal em que a artista evocava a difícil tarefa que é trabalhar com Modelo e através do Corpo, da sua expressividade e presença.
Estão expostos uma série de desenhos a lápis, alguns são estudos para pinturas, que resultam da observação directa do modelo. Percorremos os esboços que principiam algumas das suas obras mais marcantes, por exemplo “Love”, “anjo” levando-nos de forma faseada ao culminar das obras...
Com uma linguagem muito própria que rasga o olhar mais suave sobre todas as coisas e nos faz reflectir sobre o tão amplo e abstracto mundo dos afectos, do ser e estar. Foi um frente a frente contemplativo mas também interventivo, uma vez que somos muitas vezes levados a nos questionar e procurar um ponto de encontro ou não, com o nosso próprio sentir.
Consegue-se perceber a paixão pelo desenho e pela figura humana. E não guardo dúvidas que o seu traço profundo e emotivo escreve histórias que jamais nos deixarão indiferentes. Gostei imenso!

2 comentários:

  1. ando há um par de anos a suspirar por uma visita à casa das histórias paula rego. ainda não foi este verão, mas receio que o "tenho de ir", tantas vezes repetido, se torne num adiamento sem retorno. hum, tenho de inflectir isto. :)
    beijo grande, querida andy!

    ResponderEliminar
  2. Jorge,
    pois, ainda acrescento que tive imensa sorte, porque quando acabava de entrar, iniciava-se uma visita guiada pelas obras, com uma explicação construtiva e muito enriquecedora! até foi feito um paralelo pelos marcos mais importantes da vida de paulo rego em consonância com algumas pinturas que fez. coisas que jamais sabia!
    pronto, foi só para saberes :-))
    Beijinho grande, amigo!

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...