20.10.10

Escrevi estas singelas palavras ontem para a Em@ (desafio), encontrei por acaso esta música e vídeo. Hoje sem conseguir escrever deixo-vos a melancolia de Lhasa...



olho pela janela de ladrilhos e cores
trago hoje em mim o céu que dela desponta
meus olhos rasos de sorrisos
e num rasgo de comoção
escrevo os segredos das nuvens
que tecem palavras
debruadas a fio
preto e branco
onde mora o coração...

21 comentários:

  1. o poema que me ofereceste...e me tocou o coração com dedinhos de algodão.muitos thankiús, andy!
    beijo!
    amo Lhasa de paixão!
    estás a dar cabo de mim! :)
    outro beijo

    ResponderEliminar
  2. por momentos recordei-me daquele poema do gedeão que nos fala das janelas... é assim que vou sentindo esta esfera de blogues: um bairro típico onde todas as janelas e varandas (com sardinheiras nos vasos :)) formam um círculo, sorrindo umas às outras a toda a hora...
    um beijo para ti e para a em@!

    ResponderEliminar
  3. Em@, pequeno e simples mas com muito carinho :-), juntei a música de Lhasa, estava de acordo com o meu estado de espírito e porque sabia que gostavas.
    Beijo
    P.S. continua a desafiar a blogosfera ;-)

    ResponderEliminar
  4. Jorge, gostei da imagem do bairro, as janelas, as sardinheiras em vasos coloridos e os sorrisos!
    Isto é engraçado... pena não ter mais tempo para estar à janela :-)
    Beijo!

    ResponderEliminar
  5. Poema simples mas rico e deslumbrante! acompanhado de um video cheio de simbolismo...adorei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Lilá(s), :-) obg pelas tuas palavras sempre tão carinhosas.
    Um grande beijinho para ti!

    ResponderEliminar
  7. obrigada pelo beijo, jorge.
    tive pensa que não tivesses entrado no desafio.
    beijo

    ResponderEliminar
  8. Andy

    Singela é a palavra que se abriga num olhar colorido, embora debruado a preto e branco. Como singela é a melancolia, companheira de tantas viagens que fazemos ao interior de nós mesmos.

    Adorei, como imaginas!!

    Um beijinho abraçado, minha querida amiga.

    ResponderEliminar
  9. em@,
    directa ou indirectamente vou estando a par. neste caso, foi pela luz da lua :)
    um beijo!

    ResponderEliminar
  10. olha que indelicado,
    uso o teu blogue, andy, para falar com a em@ e nem um aceno para ti, a dona da varanda e a fiel tratadora das sardinheiras :). ups (já sei o efeito desta interjeição, hehe).
    um beijinho para ti! (carregado de água para os vasos)

    ResponderEliminar
  11. verdade, Maria João.
    a melancolia é o pano de fundo ou a melodia mais suave e sofrida, ou a companheira, de uma viagem ao silêncio de nós...

    que bom que gostaste :-)
    Abraço amiga!

    ResponderEliminar
  12. Jorge, ando aqui atarefada a tratar das sardinheiras mas nada de florir! são as ervas daninhas, as danadas...ups! :-))
    vou avançar com a água, a ver!

    hihi
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Jorge,
    por acaso acho estranho comunicares comigo por aqui...mas isso sou eu, certamente que sou muito susceptível.
    eu deixei-te uma mensagem-tipo, no teu blogue para além do convite generalizado no em@.perdeu-se a mensagem?já não seria a 1ª vez.:(
    beijinho

    ResponderEliminar
  14. Andy,
    sabes que adoro sardinheiras, gerânios e malvas?são meso das minhas preferidas, parecem iguais e são todas diferentes.tenho muitas no meu jardim rente ao céu.por acaso agora deu-lhes o raio duma praga que lhes suca a seiva e as seca toralmente...e parece que pouco há a fazer a não ser comprar outras.
    beijo , Andy
    ___________e obrigada por teres "servido" de canal de comunicação :)

    ResponderEliminar
  15. Andy,
    As tuas palavras falam da beleza tranquila das coisas, daquele discreto elixir que nos envolve e nos faz mover...


    Beijo :)

    ResponderEliminar
  16. uma vez disse-te que as ervas-daninhas são como as etiquetas... também cabem nas varandas :)
    um beijinho e um excelente fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  17. Em@, eu adoro flores, a natureza na sua perfeição mais requintada, adorava ter um jardim como tu, na impossibilidade, às vezes compro flores para por na jarra, outras vezes, compro vasos... neste momento tenho apenas uma flor em vaso. Gostava de saber mais sobre flores :-)

    Em@, somos como uma árvore com ramos que se ramificam e interligam à volta de um tronco (por onde passa a seiva), com uma raíz que nos alimenta. O alimento sendo as nossas emoções, a nossa imaginação, a nossa escrita, os desenhos... assim "personifico" a blogosfera.
    os blogues acabam por ser um ponto de encontro, como se nos juntássemos para conversar e partilhar, sendo veículos de comunicação.

    Beijinho grande Em@!

    ResponderEliminar
  18. AC, repletos de serenidade e beleza são sempre os teus testemunhos. Ando tão em falta com o "Interioridades", mas se até com o "Lua" ando em falta... :-)
    beijinho AC!

    ResponderEliminar
  19. Jorge,
    também cabem sim, e até servirão para compor um certo vazio que se instala nas varandas, e quem sabe atrás delas não virão flores? não há que ter medo, certo?
    :-) resto de bom fim-de-semana.
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  20. Andy,
    claro que os blogues são isso tudo e muito mais.
    :))
    regressando aos vasos, tu podes fazer um jardim de muitas formas. sabes que agora já se pode em Portugal fazer jardins verticais em casa (como naquelas fotografias que eu trouxe o ano passado de Paris? até num bocadinho de parede da tua sala podes ter um jardim. basta uma tela e pouco mais como base.procura na net que encontras de certeza a firma que faz isso ou dá as formações. eu li no i, mas já o deitei fora.
    o meu jardim agora está pró feioso porque estamos em obras. mas compor-se-á, certamente.
    beijo

    ResponderEliminar
  21. Em@, acredito que sim e deve ficar bem lindo! Só é preciso imaginação e jeito para elaborar uma coisa desse género.
    Beijo e sucesso para as obras!

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...