24.10.10

.

Quero acrescentar ao último post, que a arte enquanto ferramenta, possível de ser experienciada por todos nós, tem uma acção catalisadora e importante, no caminho para um maior conhecimento de si próprio, assim como para a cura, no entanto, não terá, nem tem que ter, o valor artístico no sentido mais lato da palavra. Tem o valor de cada um de nós, que nela pomos toda a sensibilidade criativa, sensorial e afectiva, de toda uma vida.
A arte não é lançada ao acaso, é feita uma fundamentação e estruturação muito séria, realizada pelos arte-terapeutas inseridos numa equipa multidisciplinar, para que a arte seja realmente fonte de terapia e bem-estar.
Dr. Ruy de Carvalho é o mestre ad teoria da Arte-Terapia Integrada, é psiquiatra e Vice-Presidente da SPAT e Vice-Presidente da Sociedade Internacional de Psicopatologia na Expressão e Arte-Terapia.

Sem comentários:

Enviar um comentário