13.9.10

vento


Há um silêncio
que se demora pela noite dentro
dei-me três tempos
mas nada faz calar esse aguçado
vento mudo

8 comentários:

  1. O desassossego também pode ser belo.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  2. Um silêncio que chega a magoar...às vezes!

    ResponderEliminar
  3. É tanto o que se ouve em silêncio...

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. AC,
    mas às vezes petrificante...
    Beijinho :-)!

    ResponderEliminar
  5. Anita,
    aquele silêncio que resulta de um emaranhado interior também sufoca.
    Beijinho para ti :-)

    ResponderEliminar
  6. verdade Maria João!
    ...por vezes inquietante, pode ser um caminho para a serenidade.
    Beijinho :-)!

    ResponderEliminar
  7. os silêncios são como os ventos secos e spleen: não se sentem, mas marcam. oh, se marcam...
    um beijinho, doce amiga!

    ResponderEliminar
  8. verdade amigo, uma sensação de melancolia extrema que nem a escrita a espanta... o que vale, da mesma maneira que chegam os ventos, também vão de rompante por vezes!

    É verdade! Espretei o viagens, mas ainda não tive oportunidade de comentar, as tão belas fotos e as palavras como sempre... :-)
    beijinho!

    ResponderEliminar