6.4.10

.
Reconhecida a chegada da primavera, não a anunciada no calendário mas hoje assim senti o sol quente o suficiente junto da pele para dizer que os ossos agradecem esse quente bálsamo que nos agita os sentidos e humedece os olhos de alegria... breve foi esta sensação embora esmifrada até à última possibilidade do último raio de sol.
Recordei a sombra quente da árvore, o doce entardecer...até pensei, em breve estarei a saborear ramos de cerejas completamente doces na cor e sabor e como isso me fará feliz.
Os lenços floridos ao pescoço, os bolsos cheios de pétalas, os decotes que de perfume não lhes falta e um contentamento no sorriso das pessoas...

6 comentários:

  1. Que bonita descrição da sensação de Primavera :)

    ResponderEliminar
  2. Bem-vinda, Primavera! E não te envergonhes de por cá ficar.

    Beijinho, Amiga das palavras solares!

    ResponderEliminar
  3. ...é bom sentir a renovação a fazer-se dentro de nós e a transparecer no nosso exterior...
    descreveste bonito esse estado.
    ...
    como conseguiste pôr as 4 fotografias assim? eu também quero pôr uma ao lado da outra ou em frupo e não sei '(

    ResponderEliminar
  4. Anita
    Obg e um grande beijinho!

    Jorge
    sim, que a Primavera continue a dar o ar da sua graça! Bjinho

    Em@
    Obg! E se calhar serei uma desilusão para ti :), mas a verdade é que tirei a imagem da net assim mesmo...é verdade, é daquelas coisas...hi

    ResponderEliminar
  5. Porque haverias de ser uma desilusão para mim? por teres tirado a imagem da net? ora....eu quero é aprender como se faz e alguém em há-de ensinar...é só eu ter calma e esperar.
    beijinho

    ResponderEliminar
  6. ...por não te conseguir explicar. Claro que sim! Eu também quero aprender! Estava a apenas a brincar com a situação, nada mais...
    Bjinho!

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...