14.3.10

Aqui está a árvore de que vos falava... esta manhã quis eternizá-la numa imagem por aqui perdida... as primeiras árvores floridas que antecedem uma Primavera são como os raios de sol que despontam numa tímida manhã a acordar...
Só por si as árvores são o refúgio de plantações de prédios que me entristecem o olhar pela monotonia rectangular que se isola em cimento...
As árvores acompanham o sol e a chuva, o vento e a neve e não lhes ficam indiferentes... sobrevivem ou não, em ciclos de frondosas folhas verdes, a nus ramos ou em flor... respiram o doce e o amargo que a natureza lhes oferece.
Quando era miúda adorava desenhá-las, demorava nos pormenores das folhas, mas o que realmente ficava no papel era a raiz que não via mas imaginava...
Não haverá na natureza, nada que transborde maior segurança e força talvez por isso sejam tão inspiradoras...
Há quem diga que abraçando o seu tronco conseguimos absorver parte da sua energia e isso se revelará tão apaziguante...
Só o facto de existirem é um conforto para os olhos...
.
Nota: o post anterior tinha uma hiperligação para o sombra da lua

3 comentários:

  1. A árvore, símbolo de força, vitalidade e verticalidade ascética: da raiz mais fina e recôndita até ao ramo e flor mais insondável. A árvore, expressão maior do ser humano!
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  2. tenho fixação por árvores, assim como por pássaros, nuvens, mar, sol a pôr-se ou a nascer, a lua etc e tal. sou uma pessoa fixada em coisas bonitas. esqueci-me dizer que também gosto de gente. :))
    Hoje fotografei muitas árvores, para variar com gaivoras à mistura ehehehej

    ResponderEliminar
  3. É verdade que existe uma sensação de energia ao abraçar uma árvore.. talvez porque ela tem as suas raízes na terra e as suas folhas no vazio do ar!

    ResponderEliminar