25.2.10

.

O dia sobe sobre os surdos ruídos da casa
sobre os calendários que ninguém teve tempo de
tirar das paredes e agora prolongam nos nossos olhos
paisagens de rios e açudes que nunca
existiram em lado nenhum a não ser
na saudade que alguém há-de ter deles
pelo meio de uma infância de aldeias
morrendo ao sol

e abrimos os livros que tínhamos deixado
nas estantes cobertas de silêncio e
retratos de primos mortos de tuberculose
e em cada som que ouvimos há uma lembrança
de amoras quentes daquelas que
em criança largávamos sobre
a grande mesa da cozinha

e era então que as velhas gritavam
que aquilo nos ia fazer muito mal porque nunca
se comem amoras quentes do sol
mas o sumo escorria da nossa boca
como agora escorre a noite pelas paredes
desta casa que a tua ausência torna
subitamente enorme

e eu queria poder ainda agora explicar
às velhas ancoradas na mesa da cozinha
o que elas nunca foram capazes de entender:
que é o gelo e não o sol que faz
apodrecer o nosso corpo

.
Alice Vieira
excerto do livro "O que dói às aves"

10 comentários:

  1. Andy:
    Sabes? a Alice Vieira entre outros é uma das escritoras que recomendo as meus meninos. E nos anos em que fui responsável pela feira do livro nas escolas onde estive, ela foi convidada várias vezes, assim como a IA, a Ana Mª Magalhães e o A.Torrado.

    Postei um vídeo da Biosfera sobre a Madeira. Recomendo-te que o vejas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Uma contadora de histórias exímia, a Alice Vieira. Discordo de que apenas para crianças. Tantos dos seus livros sugerem mensagens que estão para lá do mero fio narrativo e que só o olhar experimentado de leitores traquejados pode desfiar...
    Beijinho!
    P.S. Estou a acabar "Minto até ao Dizer que Minto" do J. L. Peixoto. Estou cada vez mais apaixonado pela sua escrita. Fantástico!

    ResponderEliminar
  3. Andy:
    Qu'é feito de ti? 'tás bem?

    Jorge Pimenta:
    Estou de acordo que a Alice Vieira não é (só) uma escritora infanto-juvenil.Ultrapassa isso, sim.
    Eu prefiro valter hugo mãe ao j.l.peixoto. :)

    ResponderEliminar
  4. Estou aqui! :)
    Encantei-me por este livro da Alice Vieira, chamou-me a atenção na livraria e ao desfolhá-lo vagamente, fiquei desde logo presa à sua forma de escrever/descrever sensações e emoções vividas...tudo muito para além do que a simples palavra quer dizer.

    ResponderEliminar
  5. Adoro a música que aqui tens.Quem interpreta esta versão?
    Afinal temos mais coisas em comum. :)
    Bjinho

    ResponderEliminar
  6. Peter Gabriel é a voz deste "summertime"...
    nunca o imaginei a cantar este tipo de música mas gostei muito do resultado...
    :)
    bjinho

    ResponderEliminar
  7. Pois está um óptimo resultado, sim senhora.Parece uma voz negra, daquelas que me aquecem o coração... Um dia destes posto-o também, se o encontrar no youtube.Tens que me esnina como se põe esta música de fundo, se não te importares, é claro.
    Obrigada pelo esclarecimento.
    Besito

    ResponderEliminar
  8. Não me importo nada, temos que tratar disso!
    É fácil...tenho é de ver a melhor forma de te explicar.
    Não fica esquecido, prometo.

    ResponderEliminar
  9. Em@
    vai a este endereço http://www.mixpod.com/playlist/16334704
    aí, vais encontrar várias possibilidades, escolhe por exemplo "create play list", podesaí inserir uma música que queiras pôr no teu blog,vais adicionando clicando no sinal mais( + )
    depois clicas em customize para escolher o player, depois disso fazes "get code" para o sinal blogger

    ResponderEliminar
  10. Obrigada, Andy.
    Amanhã tento. Hoje não me apetece :(
    Mas muitos thankiús mesmo.

    ResponderEliminar