22.1.10

.

Deixei o caderno aberto sobre a mesa
cheio de folhas por escrever
talvez os lábios da noite aflorassem
uma quase oração
que para mim fosse
ou que de mim crescesse...

2 comentários:

  1. Tão genuínas são as palavras escritas como as que estão por escrever. Basta-lhes germinar num mesmo coração para existirem.

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...