1.12.09

cor de Natal

Hoje disseram-me na rua: “a menina ficou da cor das bolas de Natal”... o meu pensamento levou uns segundos a desmontar a frase, pior que isso..a tentar perceber se valia a pena, explicar que o que acontecera não fora motivo para corar e que apenas o banho a escaldar (mau hábito) me tinha deixado assim...sem vestígios de pele pálida! "hum, não...deixe lá , sou mesmo assim..."- só consegui dizer isto.
Na rua já se respira Natal, até a minha cara, portanto...
A entrada do centro comercial está contagiante, falta a música natalícia ... quase dei um grito mudo quando vi a livraria fechada, será para sempre? Em vez de uma montra cheia de livros, estavam papéis velhos a forrar os vidros parecendo quase mortos...
O Pai Natal lá estava numa poltrona invejável...

Sem comentários:

Enviar um comentário

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...