1.9.09

Anoitecer das palavras


No anoitecer brotam as palavras
Como quando os morcegos acordam
Quando a noite cai...
Quais vampiros de olhos vermelhos
Saem à rua...
E de sangue quente vivem
Em noites de mistério vai...assim
Também estas palavras de lua vivem
E do silêncio da noite que tão bem me faz.
E nem a luz do sol
ou dos candeeiros solitários
me traz tanto abrigo às palavras
como esta lua que seduz
que impera a sua voz na noite
e pinta de negro o céu com raios de luz...

3 comentários:

  1. Estas são as palavras que vivem de noite, e que palavras vivem de dia? Conseguirá uma vida que de palavas se alimenta jejuar durante o dia? Ou serão palavras que se passeiam durante a dia, que à noite se transformam? Jah Bless

    ResponderEliminar
  2. O silêncio da noite também me faz bem...

    amei o texto.

    abraços

    Hugo

    ResponderEliminar
  3. As palavras ditas e pensadas durante o dia ganham outra luz à noite, e às vezes até brilham no desencanto!
    Um abraço aos dois!

    ResponderEliminar