19.3.09

Desafio

Recebi a proposta para um desafio através do blog http://circum-viagem.blogspot.com/ do poeta Jorge Pimenta.
Achei o desafio muito interessante e proponho-me a cumpri-lo, consta de partilhar com outros "blogfriends" leituras que estamos a fazer, no momento, de modo alietório. Desta vez, a ideia é publicar o que a minha leitura presente oferece na página 161, quinta linha.
Antes, devo dizer que a leitura nesta fase da minha vida acontece de uma forma fugaz, sem hora marcada, sem aviso prévio, apenas e só, quando há uma fugidia possibilidade. De forma que na realidade, demoro mais do que gostaria a ler um livro, neste momento e ainda, estou a ler Eduardo Sá, em “Más maneiras de sermos bons pais”. E a quinta linha da pagina 161:

“...quanto mais intensa uma dor for, ou mais se prolongue, mais gera partes nossas envoltas em penumbra, ou mesmo escuras.”

Lanço o desafio a:
Lita -http:// deambulando-no-sentir.blogspot.com
Kaila -http:// livrodareclamações.blogspot.com/
Hermes-http://imensasplanicies.blogspot.com/
Super-Ianita-http://superianita.blogspot.com/
Sérgio M. - http://historicofilosoficas.blogspot.com/
manzas - http://pensamanzas.blogspot.com/

1 comentário:

  1. Por que razão as quintas linhas têm sempre algo de assustadoramente verdadeiro e de humanamente inquietante?...
    Beijinho!

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...