11.2.09

Paixão


Por todo o lado já se respira o Dia dos Namorados..., não que ache este dia imprescindível para celebrar o amor mas de facto já somos bombardeados com publicidade, com lojas totalmente decoradas para este evento, revistas centradas nesta temática e talvez por isso, hoje esteja a escrever algo sobre esses poderosos sentimentos como são a paixão e o amor.
Já Freud disse um dia que a paixão é o estado mais próximo da loucura...
De facto, quando alguém se encontra nesse estado enebriante tem um olhar diferente e uma expressão de certa forma alienada da realidade...e escapa-nos frases como: “Hoje não estás cá” ou “O que se passa? Pareces no mundo da lua!”
Ainda assim, a pessoa acaba por não valorizar essas críticas vindas do exterior e deixa-se levar por uma sensação quase de dormência de “mundo à parte”, como se estivesse a planar...sim, chega a ser cómico por um lado.
Na revista noticias Magazine, Júlio Machado Vaz refere-se à paixão como algo com grande impacto na vida de alguém, de tal forma que a pessoa se pode questionar, se teria sido melhor ter-se escapado a tudo aquilo. No entanto pela sua experiência pessoal e profissional, as pessoas verbalizam que por mais tropeções ou nódoas negras que esse estado lhes possa ter causado, preferem ter passado por essa experiência a terem se privado desse sentimento.
Um cardiologista Ilan Wittstein, publicou as suas conclusões sobre os males do coração, e segundo ele uma emoção forte pode causar danos irreparáveis numa pessoa que nunca sofreu de qualquer problema cardíaco. Por exemplo, um grande sobressalto emocional fazem disparar os níveis sanguíneos da adrenalina e de hormonas do stress que acumuladas no músculo cardíaco podem efectivamente parti-lo, segundo Wittstein. Assim sendo, a ideia de morrer de amor deixa de ser apenas um atributo poético mas também algo com bases científicas.
A verdade é que a vida não teria sabor sem estes sentimentos...

2 comentários:

  1. LOOOL
    Eu tinha tanto para dizer sobre isto... mas vou continuar em silêncio...
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. E que tal celebrar o amor pela vida e pelas pessoas da nossa vida... família, amigos... Celebrar o amor e o resto que se lixe! :)

    Kiss

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...