3.2.09

Enquanto...


Enquanto a noite
esconder o seu doce luar
Enquanto um sorriso
continuar a brilhar
Enquanto a flor
no seu desabrochar
me chama à razão
e diz para ficar
fico
e deixo-me estar...
Enquanto em mim
me encontrar
e no meu coração
ainda me explicar
por aqui fico
e deixo-me estar...
Enquanto as frescas
folhas das árvores
dançam a chamar
no vento a música
sente-se no ar
fico
e deixo-me estar...

Quando as lágrimas calarem a voz
e o doce brilhar...

1 comentário:

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...