2.1.09

Talvez um sinal...



Estava num dia de trabalho calmo e sereno, sem muito que fazer...arrumava uns papeis e entre tantos outros, encontrei um dentro de uma mica, continha um texto, uma oração de Paulo Coelho, assim intitulava ele...como a oração que tinha reencontrado e que tinha sido publicada por ele, na década de 80 e na contra-capa de um livro de poesia.
Quero partilhar o que li com todas as pessoas que como eu, têm dúvidas, que como eu, já se culpabilizaram por terem essas dúvidas.
Porque a dúvida faz sofrer e traz conflito interior... e para quem está ao nosso lado é sentida como uma ameaça, não sendo assim bem aceite.
E pior que ter a dúvida é chegar a pensar que não temos direito a senti-la ou verbalizá-la ...
Mas porque acredito em sinais, este foi um deles...assim como acredito que tenho dúvidas porque existo e vice-versa.

Eis a oração:
“Senhor, protegei as nossas dúvidas, porque a Dúvida é uma maneira de rezar. É ela que nos faz crescer, porque nos obriga a olhar sem medo para as muitas respostas de uma mesma pergunta. E para que isto seja possível, Senhor, protegei as nossas decisões, porque a Decisão é uma maneira de rezar. Dai-nos coragem para, depois da dúvida, sermos capazes de escolher entre um caminho e outro. Que o nosso SIM seja sempre um SIM, e o nosso NÃO seja sempre um NÃO. Que uma vez escolhido o caminho, jamais olhemos para trás, nem deixemos que a nossa alma seja roída pelo remorso. E para que isto seja possível, Senhor protegei as nossas acções, porque a Acção é uma maneira de rezar.
Fazei com que o pão nosso de cada dia seja fruto do melhor que levamos dentro de nós mesmos. Que possamos através do trabalho e da Acção, compartilhar um pouco do amor que recebemos. E para que isto seja possível, Senhor protegei os nossos sonhos, porque o Sonho é uma maneira de rezar. Fazei com que independentemente da nossa idade ou da nossa circuns tância, sejamos capazes de manter acesa no nosso coração a chama sagrada da esperança e da perseverança. E para que isto seja possível, Senhor, dai-nos sempre entusiasmo, porque o Entusiasmo é uma maneira de rezar. É ele que nos liga aos Céus e à Terra, aos homens e às crianças, e nos diz que o desejo é importante, e merece o nosso esforço. É ele que nos afirma que tudo é possível, desde que estejamos totalmente comprometidos com o que fazemos. E para que isto seja possível, Senhor, protegei-nos, porque a Vida é a única maneira que temos para manifestar o Teu milagre. Que a terra continue a transformar a semente em trigo, que nós continuemos a transmutar o trigo em pão. E isto só é possível se tivermos Amor – portanto, nunca nos deixes em solidão. Dai-nos sempre a Tua companhia, e a companhia de homens e mulheres que têm dúvidas, agem, sonham, entusiasmam-se, e vivem como se cada dia fosse totalmente dedicado à Tua glória.
Amen.”
Paulo Coelho

Não sou católica praticante mas dou por mim muitas vezes a conversar com Deus, sim falo com ele...procuro essa força espiritual quando me sinto perdida e aflita ,assim como também agradeço o pôr-do-sol e a lua, as árvores e as flores, um sorriso e um olhar, a música, os laços que perduram, enfim...a Vida.

1 comentário:

  1. Adorei a oração e a sabedoria das palavras. Eu não sou católica, mas Deus, ou o que lhe quisermos chamar, habita em mim... ou melhor dizendo, eu habito em Deus... :)
    A energia criativa que nos move não é mais que não isso. O sopro de Deus em cada um de nós!

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...