21.1.09



Lua
Nesse olhar expressivo
Páro
Nesse mistério
Fico
Na tua candura
Me envolvo
Nessa eloquente presença
Me entrego
Na calada da noite
Me embalas
Me guardas
Estranha sensação que me ouves
Intensa sensação que me acompanhas
E em ti
Presa estou
Cativa
Deslumbrada
Enfeitiçada


Deixa-me segredar-te meus desejos...
Liberta-me desta tristeza que hoje trago em mim
E embala-me esta noite nos teus doces mistérios.

7 comentários:

  1. Tão bonitas as palavras que semeias neste pequeno canto,a cada dia mais belo,mais cheio de luz. A cada dia mais tu!!!!! É bom reconhecer aqui o brilho que tanto te esforçaste por apagar. Um abraço daqueles...

    ResponderEliminar
  2. Lita, fizeste sair a lágrima que todo o dia andou aqui a ameaçar,assim não vale!
    Senti o calor do teu abraço. Bj

    ResponderEliminar
  3. Porque de vez em qdo, é preciso segredar o nome de quem, ou do que, mais gostamos, como uma frase mágica... Sê feliz, nada mais importa...
    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  4. Hélio, obg pela tua frase mágica...
    Bjinho

    ResponderEliminar
  5. Adorei este poema, mesmo. A lua exerce uma influencia enorme sobre mime julgo que em todas as pessoas sensíveis.

    PS um segredo, o segundo nome da minha filha é Lua :D

    Beijoo

    ResponderEliminar
  6. poeta_poente, o nome da tua filha é simplesmente lindo... e mto obg! volta sempre. Bjnho

    ResponderEliminar
  7. Eu quero ver o teu sorrir, Lua lua...
    O poder da Lua está mesmo na sensibilidade que cada um tem.. Já percebi que também és como eu!
    Sê sempre assim, Iluminada! Beijito

    ResponderEliminar

neblina

o rasto de fumo apagava-se na porta entreaberta e ficava o silêncio da noite e uma ou outra palavra por dizer. O cheiro do cigarro apagado e...